Fale como um japonês nativo

Guia básico para dominar o mundo dos verbos em japonês!


O verbo, como palavra, indica as ações que são, que serão ou que foram tomadas. Indispensáveis em sua função, ao ser flexionado pode indicar o passado, o presente e o futuro. Os verbos em japonês não são diferentes, são cruciais para a construção do pensamento do idioma.

Já tem um bom tempo que venho idealizando este texto. Lembro das minhas primeiras aulas na escola de japonês. Das primeiras frases construídas. Claro que não lembro exatamente quais eram as frases que aprendi, mas talvez a mais antiga seja: 昼ご飯を食べます hirugohan wo tabemasu. Em português: “almoçar” ou literalmente: “comer o almoço”.

Esse foi o começo para o estudo de muitos verbos. No entanto, um questionamento nunca me deixou. O verbo vai no final? Por que isso me incomoda tanto?

Perguntas nos movimentam!

Baixe gratuitamente o ebook Lista Completa de Kanji JLPT N5

Estrutura dos verbos

Antes de responder nossas perguntas, precisamos desbloquear alguns conhecimentos. O primeiro dos conhecimentos é o Hiragana! Dominar a leitura do hiragana é fundamental para entender os verbos. O segundo, dos conhecimentos necessários, é o jisho kei 辞書形. Que também responde comumente pelo nome de “forma do dicionário” aqui no Brasil. Essencialmente, o jisho kei é o verbo no seu estado infinitivo. Sua forma mais crua e primal, aquela que encontramos no dicionário. E assim como no português, os verbos da língua japonesa são divididos em 3 grupos.

Grupo 1

Sempre gostei do grupo 1. São as terminações dos verbos que diferenciam um do outro. Os verbos do grupo 1 tem como característica os verbos que terminam com as vogais ku , gu , su , mu , nu , bu , u , tsu , or ru . É possível que você encontre pessoas que definam eles como os verbos que terminam em “U” う-verbs.

nomu 飲む – beber          matsu 待つ – esperar
kaku 書く – escrever         kiku 聞く – escutar
hanasu 話す – falar          shiru 知る – conhecer
tatsu 立つ – levantar       tsukau 使う – usar
ugoku 動く – mover          utau 歌う – cantar

Veja também:  5 maneiras de dizer "obrigado" do jeito certo em japonês
Parecidos! Mas cada um tem seu grupo.

Grupo 2

O grupo 2 costuma ser o xodó dos novos estudantes. São verbos simples, fáceis e amigáveis em suas regras. São caracterizados por terminar em eru える ou iru いる. Assim, acabam sendo popularmente conhecidos como os “verbos ru”.

okiru 起きる – acordar            taberu 食べる – comer
oriru 降りる – descer                  miru 見る – ver
shinjiru 信じる – acreditar           akeru 開ける – abrir
ageru あげる – dar                    deru 出る – sair
kiru 着る – vestir                         neru 寝る -dormir

Grupo 2!!! ou grupo a 2, sempre muito bom!

As exceções!

Antes de entrarmos no grupo 3 preciso te dizer uma coisa. Se você ainda não sabe, o japonês é cheio de exceções à regra! E embora esses verbos que vou listar possam parecer do grupo 2, mesmo terminando em eru える ou iru いる, eles pertencem ao grupo 1. Anota essa que pode te ajudar nas provas do JLPT. Vou colocar algumas das exceções:

hairu 入る – entrar                                    hashiru 走る – correr
iru いる – precisar                                     kaeru 帰る – voltar (casa)
kagiru 限る – limitar                                 kiru 切る – cortar
shaberu しゃべる – bater papo                shiru 知る – conhecer

É tudo igual então? Sim, mas tem as exceções…. foi triste hahaha

Group 3

Dos verbos da língua japonesa, talvez possamos chamar este grupo de: verbos irregulares. Existem apenas dois verbos neste grupo. O suru する “fazer” e o kuru くる “vir”. O suru não tem uma tradução exata. Em uma tentativa de definição, podemos traduzi-lo como “fazer”. No entanto, não abarca todos os seus possíveis significados. Ele também é visto junto de alguns substantivos a fim de formar verbos compostos.

Veja também:  10 palavrões em japonês para ser mais amado

Sanposuru 散歩する – caminhar
benkyousuru 勉強する – estudar
kuru 来る – vir
suru する – “fazer”

Mas…por que irregulares? Por que na medida em que eles são flexionados, eles não seguem as regras tradicionais. Seguem suas “próprias” regras. Diferente das exceções, que mesmo parecendo que são de um grupo, mas não são, eles seguem todas as regras do grupo ao qual pertencem.

Você consegue descobrir a irregularidade?

Os verbos e seu poderes!

Assim como na língua portuguesa, os verbos da língua japonesa flexionam. Uma das flexões, e de longe a mais conhecida, é o masukei ます形. Ele é bastante usado no cotidiano japonês por ser a forma educada. É aqui, nas flexões, que vemos as diferenças entre os grupos.

Grupo 1 Grupo 2 Grupo 3
  ——> 飲ます 信じ  ——> 信じます する  ——>   ます
  ——> 書ます 食べ ——> 食べます 来る  ——> ます
使  ——> 使ます     ——> 見ます

Grupo 1: o U passa a ser i e soma se a ele o ます.
Grupo 2: o é substituído pelo ます.
Grupo 3: eles simplesmente se transformam. Irregulares.

Sinto a força do verbo em você!

Verbos em japonês – O final!

Então, faz tanta diferença o verbo ficar por último? Faz toda a diferença! No português, a frase normalmente se constrói com o verbo no começo e em destaque. Vamos analisar alguns exemplos com traduções.

Eu vou para escola                                       わたしは 学校へ 行きます.
Você gosta de pokemon                           あなたは ポケモンが 好きです.
Acho
minha irmã bonita                          姉は きれいだと 思います.

Podemos ver a diferença da colocação entre os verbos da língua japonesa e os do nosso idioma. Mas a grande diferença está na construção do raciocínio. Ao conversar em português a ação que vai acontecer, que está acontecendo ou que já aconteceu será logo anunciada. No decorrer da frase o ouvinte vai descobrindo o contexto no qual aquela ação está acontecendo. Agora, no japonês, o contexto se apresenta primeiro, e só ficamos sabendo do que realmente aconteceu no final.

Veja também:  Guia de onomatopeia japonesa em mangá- parte 1

Ai você me diz: “em frases pequenas não tem problema Lucas”. E eu pergunto: e nas grandes? O mais importante é aprender a pensar em japonês, e não pensar em português e depois traduzir.

E ai, no começo ou no final?

Extra – dica de estudo!

Uma excelente dica para estudar e entender melhor, é reconhecer o “sujeito” e o “verbo” da oração. Vamos usar este exemplo: わたしは にほんごの 学校へ いきます. Nesta oração o sujeito é indicado pela partícula は, logo, o sujeito da oração é わたし (watashi = Eu). Em seguida, você pode reconhecer o verbo, que se encontra no final, neste caso: いきます (ikimasu = ir).  Então até agora temos “Eu vou…”. A questão fica, “vai pra onde?” Pra にほんごの 学校 (nihongo no gakkou = escola de japonês). Completa: “Eu vou para a escola de japonês”.
PS: Não se esqueça de praticar o que você aprendeu com os outros… e com a gente do kotobá!

E ai, gostou de conhecer os verbos? Agora que você já sabe como funciona o básico, você já pode se aprofundar! Me conta nos comentários quais são os verbos que você mais gosta! E já sabe, ne? Qualquer duvida é só perguntar, aproveita!

Como dito no filme “A Chegada”, o idioma molda o pensamento de um povo. Pratique japonês que você irá longe!

 

Parabéns! Ao ler esse texto, você acaba de aumentar 1 nível de conhecimento 🙂

Proficiência
100%

Gostou? Junte-se a mais de 1300 estudantes inteligentes de japonês e receba atualizações de artigos e dicas imperdíveis para melhorar a sua fluência no japonês!

 

Ah, compartilhe e ajude este artigo chegar às outras pessoas. Fará uma GRANDE diferença para mim. Arigatou 🙂

 

Psicólogo de formação, Já morou em Argentina e Chile mas foi na cultura Japonesa que se apaixonou. Co-fundador do canal culinário e cultural, Japa na Chapa. Tem como autor favorito da literatura japonesa Yasunari Kawabata.

  • Kyaro

    Estou amando ler os textos do kotoba, vocês deixam tudo ne uma forma tão simples e direta.
    Comecei a estuda japonês mais novinha e sozinha mesmo, ano passado decidi fazer um curso online, aonde que eu sentia que faltava certas explicações e acabava ficando complicado pra mim e acabei desistindo, mas esse ano decidir volta a estudar e os textos do site esta me motivando ainda mais, agora eu vejo que na verdade, é simples sim e não um bicho de 7 cabeças impossível como estava parecendo pra mim.
    本当にありがとう!

  • Fala Kyaro! Arigatou pelos elogios 🙂 Fico feliz de verdade que esteja curtindo os nossos conteúdos. Espero que continue gostando. Obrigado pelo depoimento lindo 😉